Anna Barros

ANNALA1980a
*1932 – †2013

Biografia

Anna iniciou sua carreira artística na dança de improvisação de Rudolf Laban. Sua formação no domínio do movimento humano e de improvisação, com Maria Duschenes, e com Robert Dunn e Doris Rudko, no Connecticut College, determinou uma percepção especial do espaço e da desmaterialização da obra de arte. A Psicologia de Jung moldou sua sensibilidade pelo arquétipo do feminino, que permanece em profundeza na escolha dos temas e conceitos de seus trabalhos de arte.

Anna é artista multimídia, curadora e autora. Recebeu seu bacharelado com honors no Otis Art Istitute em Los Angeles, onde viveu por sete anos. A luz especial da Califórnia  e os trabalhos dos artistas do grupo Art and Space Artimpregnaram-lhe a sensibilidade.

De volta ao Brasil ingressou na ECA-USP, quando recebeu o título de mestre, com louvor e distinção, tendo como orientadora Regina Silveira; ingressou depois na PUC-SP, na Pós-graduação em Comunicação e Semiótica, onde fez doutorado sanduíche com o San Francisco Art Institute, tendo como orientadora Lucia Santaella, e pós-doutorado.

Foi a primeira artista brasileira a fazer da luz como fenômeno sujeito e objeto, em suas obras. Iniciando com instalações estendeu seu repertório para animações computadorizadas em 3D e em VRML, sempre em busca da desmaterialização e da transparência.

Anna Barros faleceu em 26 de Setembro de 2013, vítima de um câncer.

……………………………………

Biography

Multimedia artist, she lived  in Los Angeles for seven years, where she was awarded a BFA at the Otis Art Institute. She has been participating in several national and international symposia and conferences. Her artistic work has been presented in Brazil and abroad.

Anna was awarded a sandwich PhD with the San Francisco  Art Institute and Pontíficia Universidade Católica de São Paulo.

Her post-doctorate research developed between 1996 and 1997 (PUC/SP) focused on Updated Art in Real Space-Time and in Cybernetic Space-Time: Different Perceptive Qualities. The author has published a great number of texts, and the books: The Art of Perception. A love affair between Light and Space, São Paulo: Annablume-FAPESP, 1999, second edition 2010; Mídias e Artes.  The Challenge of Arts at the beginning of the 21st century, (org) with Lucia Santaella, São Paulo: Unimarco Editora, 2002; Nano: Poetry of a New World. Art, Science and Technology, (org) São Paulo: FAAP, 2008.

Her main interest is to explore technological processes to obtain new aesthetic results and different possibilities as regards perception qualities. She has been working with 3D animations emphasizing color, light, and transparency. She is presently doing research in nanoart. She is part of the SDVILA group, with artist Alberto Blumenschein, who developed the project Creation of Genetics Texts on the Web – The Wanderer, which was cited for the Sergio Motta 2001 Prize.

Anna was cited again for the Sergio Motta Prize for her carrier in 2009. Anna taught at PUC/SP and at UnB. She was the president for the National Association of Plastic Arts Researchers, ANPAP.

Curator of the art-science interdisciplinary event and art exhibition:  The Light of Light, SESC- Pinheiros, São Paulo, 2006-2007; curator of the exhibitionNano: Poetry of a New World. Art, Science and Technology. Museu de Arte Brasileira, MAB – FAAP, São Paulo, 2008; curator of the exhibition: A New Space for a New Perception: Nanoart, Museu Brasileiro da Escultura, MuBE,São Paulo, 2011.

Anna died from cancer in September, 26, 2013.

 

CURRICULUM VITAE

FORMAÇÃO EDUCACIONAL

Graduação

1984
Bacharelado
Artes Plásticas – Fine Arts, Sculpture Major Los Angeles, Ca.
Otis Art Institute of Parsons School of Design – Los Angeles, Ca.1980-

Pós-Graduação

1984
Master of Fine Arts – M.F.A. Sculpture Major
Otis Art Institute of Parsons School of Design – Los Angeles,Ca.
Incompleto

1990
Mestrado em Artes
Escola de Comunicações e Artes da Universidade  de São Paulo – ECA.

1996
Doutorado em Comunicação e Semiótica –
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP
Doutorado sandwich- San Francisco Art Institute

1996-1997
Pós-Doutorado – Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo-PUC-SP

OBRAS

Instalações selecionadas

1986

Caminhos de Paixão, Uma Virada no Século XX-XXI, Pinacoteca do Estado de São Paulo

1988

O Espaço da cor, Museu de Arte Contemporânea da USP, MAC (texto de apresentação de Ana Maria Belluzzo)

Nutrir-to-Nourish, 13º Salão de Arte Contemporânea de Campinas   Museu de Arte Contemporânea de Campinas

1990

Luzgar – Lugares de muy vivir, Museu de Arte Contemporânea da USP, MAC (texto de Agnaldo Farias);

Fogo-Facto, no Museu de Arte Moderna de São Paulo (texto apresentação de Agnaldo F Farias);

1991

Encubando Ypês, Homenagem à Avenida Paulista, Galeria Sesc-Paulista, São Paulo exposição com Prêmio de Comunicação e Arte da APCA de 1991;

1993

“Pretty Baby” Menina Bonita – duas Instalações simultâneas, Pinacoteca do Estado de São Paulo e Estação Luz do Metrô, texto de apresentação Daisy Peccinini;

1995

Lumen-Essência – Instalação,

Le Grand Bleu –  Pinturas, Galeria Nara Roesler,  São Paulo (texto de apresentação de Lucia Santaella);

1996

Canto-Chão,   Doze Artistas Pesquisadores da ANPAP,  Paço das Artes – São Paulo;

1998

Como Pegar um Saci-Si, stills de animação computadorizada em 3D –  Duratrans e caixas de luz, Valu Oria Galeria de Arte, São Paulo;

Sombragar– Instalação, Valu Oria Galeria de Arte, (texto de apresentação Berta Sichel);

Obras selecionadas em arte e tecnologia

2002

SCSC- Quatro Instalações:SombragarComo Criar Borboletas AzuisCanto-Chão;Sueda
Galeria do Conjunto Cultural da Caixa, Brasília; texto de Maria Izabel Branco Ribeiro e texto de Evandro Salles;

Azul em Vôo, Arte e Tecnologia no Centro-Oeste, ANPAP, Galeria Jaime Câmara, Goiânia;

2002

Saci-Saci – animação computadorizada em 3D, 18 outubro de 2001 – 6 janeiro de 2002 em Virgin Territory no The National Museum for Women in the Arts, Washington DC, USA, texto de Berta Sichel;

2003

Made in Brazil, Centro Cultural Itaú, São Paulo;

14° Video Brasil,  MIS, São Paulo
6º Ovo, Encuentro Internacional de Poesía Visual, Sonora y Experimental, Vórtice Argentina, Centro Cultural de la Recoleta,  Buenos Aires;

2004

Still. Alone, Luca Curci et all, Experimental Move Festival “Carbunari 2004”, Florean Museum, Romenia

Still Alone, Luca Curci et all, L´Isola del cinema” Festival 2004, Isola Tiberina, Roma;

Still. Alone, Luca Curci et all, “world`s smallest film festival 2004, Big Digt Inc.  ,London;  

2005

Dois Momentos, fotos de stills e animações computadorizadas, 2005, Galeria da Casa da Am érica Latina, Brasília;

Snap to Grid, LA Digital Center, Los Angeles, EUA;

IV Salón de Arte Digital- Exposicion Internacional, Museu de Arte Contemporáneo del Zulia- MACZUL, Maracaibo, Venezuela

2006-2007

Translucência, Centro Cultural São Paulo, (texto de apresentação de Maria Izabel Branco Ribeiro);

Olhoeyeojo, Luz da Luz, SESC Pinheiros, São Paulo, texto Anna Barros.

2010

200 milhões de anos- Durée, EmMeio#2 – #9.Art, Museu Nacional da República – Brasília – Brasil

200 milhões de anos- Durée, Museu de Arte Moderna – Santa Maria Rio Grande do Sul – Brasil

2011

Tecendo o Tempo ou Sendo Tecido Pelo Espaço – Museu de Arte Moderna – Santa Maria Rio Grande do Sul – Brasil

2012

Weaving Time or Being Weaved by Space – Bienal de Video y Artes Mediales [Deus EX Media] – Museo de Arte Contemporaneo – Santiago – Chile

Nanocriogênio– EmMeio#4.0, Museu Nacional da República- Brasília – Brasil

iNanocriogênio II – ARTECH 2012 – University of Algarve, Faro – Portugal. Best Art Installation Award

EVENTOS

Suas animações computadorizadas também têm sido exibidas em museus internacionais:

Museu de Arte Contemporáneo del Zulia- MACZUL, Maracaibo,Venezuela;

Florean Museum, Romenia;

2001

The National Museum for Women in the Arts, Washington DC, USA.

Fez parte em vários eventos internacionais de arte digital e em telecomunicação, como

SIBGRAPI (Arte e Tecnologia) –

1997 Mostra de Vídeos – Investigações Eletrônicas- Itaú – São Paulo,

1999 Dream Centenary CG Grand Prix 99, Aizu, Japão;

2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007 FILE

2003, 2004, 2005 V, VI e VII Salón y Colóquio  Internacional de Arte Digital, Havana, Cuba;

2004 Made in Brazil, Centro Cultural Itaú, São Paulo, Três Décadas de Vídeo Brasileiro;

2003, 2004 6º e 7º Encuentro Internacional de Poesía Visual, Sonora y Experimental, Buenos Aires

2005 MAEM – IV Exhibition of Electronic Art Villa of Mostoles- Madrid, Spain, Centro Sociocultural Caleidoscopio en Mostoles;

2007 Encuentro Internacional de Poesía Visual, Sonora y Experimental, Buenos Aires;

VIDEOGRAFIA

Animações computadorizadas no programa 3D Studio 4, 3D Max e VRML:

  • Trihex, 1997;
  • Saci-Sasi, 1998;
  • Como Criar Borboletas Azuis, 2000;
  • Azul em vôo, 2000;
  • Mahamaha, 2002;
  • Anarioso, 2002 ;
  • Borbestrela, 2002;
  • Ti-ama-ti, 2003;
  • OVO, 2003;
  • Me-uni-verse, 2004;
  • Still. Alone, 2004, Luca Curci et all;
  • La Hechicera, 2005;
  • Ma Vie, 2007;
  • Verdamor, 2009;
  • 200 milhões de anos – Árvore Petrificada, 2010
  • 200 milhões de anos – Durée, 2010
  • Tecendo o Tempo ou Sendo Tecido pelo Espaço, 2011
  • Weaving Time or Being Weaved by Space, 2011/2012
  • Nanocriogênio 2012, 2012
  • Nanocriogênio 3012, 2012

TEXTOS SOBRE NANOARTE PUBLICADOS

BARROS, Anna. Nano: Poética de um Mundo Novo.  Arte, Ciência e Tecnologia.   In Anna Barros , org. Nano: Poética de um Mundo Novo. Arte, Ciência e Tecnologia. São Paulo: MAB FAAP, 2008, p. 15-27.

______________. Nanoarte a Poética Metafórica, 17º Encontro Nacional da ANPAP

http://www.anpap.org.br/anais/2008/artigos/142.pdf

———————. Curadoria e o Mundo Invisível da Nanoarte. Conferência no 4º Simpósio de Arte Contemporânea: Curadoria e Crítica, Universidade Federal de Santa Maria, 19, 20, 21 de agosto de 2009.

______________. Viagem ao pequeno Grande Mundo da Nanoarte.

19º Encontro Nacional da ANPAP

http://www.anpap.org.br/anais/2010/pdf/cpa/anna_barros.pdf

_____________. Acredite ou não nós somos nano.

 FILE – Symposium 2010

www.file.org.br

_____________.  Criando no escuro tátil das moléculas.

Proceedings of 5th International  Conference on Digital Arts –   ARTECH 2010, Guimarães, Portugal, Universidade do Minho.

http://www.artech-international.com

_________________.   Believe me or not we are nano – 200 milhões de anos.
#9.ART – 9° Encontro Internacional de Arte e Tecnologia, UnB, Brasília, 2010, p.43- 51. http://www.fav.ufg.br/9art/nono_art.pdf

______________. Percepção em Lá Menor.

#10.ART – 10° Encontro Internacional de Arte e Tecnologia, UnB, Brasília, 2011http://www.medialab.ufg.br/art/anais/textos/AnnaBarros.pdf

______________. Nanoart: Magic and Science.

ISEA 2011, Istanbul. http://isea2011.sabanciuniv.edu/content/nanoart

http://isea2011.sabanciuniv.edu/paper/nanoart-science-and-magic (texto completo)

­­­­­­­­­­­­­­­­­­­______________. Entre a Magia e a Ciência: Nanoarte.

______________. O Grande Pequeno Mundo da Nano.

S/Nº  Vol. 17  Moda Imagem Cultura do Brasil GRANDE

Primavera/verão 2011-2012 , pp. 182-187.

­­­­­­­­­­­­­­­­­­______________. Percepção em Nanoarte: Nanocriogênio.

ARTECH 2012, Universidade do Algarve, Faro, Portugal

Proccedings,p.195-202.

­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­______________. Congelar Descongelando: Nanocriogênio. #11ART. 11° Encontro Internacional de Arte e Tecnologia, UnB, Brasília, 2012, p.43- 51.

PROLEGÔMENOS DOS TRABALHOS

GRUPO SDVila

Anna Barros,com Alberto Blumenschein e Silvia Laurentis iniciou, em 1997, o Grupo SDVila (Sociedade Digital da Vila),  dedicado à pesquisa e realização de trabalhos em arte e tecnologia. O primeiro trabalho do grupo The Wanderer – O Andarilho, texto genético interativo on line, foi indicado para o Prêmio S érgio Motta de Arte e Tecnologia, em 2001.

Com o SDVila criou e montou:

2006-2007 Viveiro Svetliná, instalação multimídia, com som de Wilson Sukorski, na exposição Luz da Luz, SESC Pinheiros, São Paulo.

Apresentou comunicações de pesquisa do grupo em:

2007 FILE Rio – Symposium, O Afecto e o Teatro On-Line: The Making Up of 3Cn;

2007  FILE São Paulo – Symposium,  3Cn;

2007  6# ART Encontro Internacional de Arte e Tecnologia, UnB, Brasília, Bodies-In-Code, o afecto e o teatro on line;

2009 8# ART Encontro Internacional de Arte e Tecnologia, UnB, Brasília, Database Arte: Le Flâneur;

18º Encontro da  Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas –ANPAP, Le Flâneur.

CURADORIAS SELECIONADAS

1998

Mostra Arte e Mídia organizada para a Compós
Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica PUC-SP, Centro Cultural Maria Antonia, da USP;

2000

Velox, Exposição Individual – Regina Silveira, Galeria da UnB, Brasília;

Transmigrações. Transmigrations, Exposição Individual – Josephine Coy, Galeria da UnB, Brasília.

2006-2007

Curadoria da Exposição Internacional Luz da Luz, no SESC Pinheiros, São Paulo;

2008

Exposição Internacional Nano: Poética de um Mundo Novo. Arte, Ciência, Tecnologia, no Museu de Arte Brasileira, Fundação Armando Álvares Penteado;

2011

Nanoarte: Novo espaço para uma nova percepção. Museu Brasileiro da Escultura – MuBE, São Paulo

PUBLICAÇÕES

Livros publicados:

A Arte da Percepção. Um Namoro entre a Luz e o Espaço, Annablume/ Fapesp, 1999 (em segunda edição)

Mídias e Artes. O Desafio das Artes no Início do Século XXI, org. junto com Lucia Santaella, Unimarco Editora, 2002

Nano: Poética de um Mundo Novo. Arte, Ciência, Tecnologia, org., São Paulo: Museu de Arte Brasileira, Fundação Armando Álvares Penteado, 2008.

Anna tem participado ativamente de  encontros e congressos internacionais com vários textos publicados, em Anais e em revistas.

Faz parte do conselho editorial da revista portuguesa on line, Arte e Ciência, e foi fundadora e diretora da revista on line Pesquisa em Debate, da Pós-graduação Multidisciplinar da Universidade São Marcos, onde lecionou de 2001 até junho de 2007.

Atividade Acadêmica

Anna Barros lecionou na Faculdade de Artes Santa Marcelina, no Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, na Pós-graduação em Comunicação e Semiótica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo- PUC-SP, e foi professora visitante do Instituto de Artes a Universidade de Brasília- UnB; na Universidade São Marcos na Pós-graduação Interdisciplinar em Educação, Comunicação e Administração. Além dos inúmeros cursos de extensão no MAC USP, COGEAE, etc. Anna Barros foi consultora ad hoc da FAPESP, parte do Grupo de pesquisa GIIP – do Instituto de Arte UNESP, São Paulo, dirigindo o Grupo de pesquisa sobre Nanoarte.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s